Tags

, , , , , , , , ,

DUPLO

© De João Batista do Lago

Meu duplo solidifica-se
no dia-noite; na noite-dia.
Sou, cada vez mais,
o duplo do meu eu.

No meu eu duplo
carrego duas consciências:
noite e dia; diurno e noturno.
Por um lado sou imagem; por outro conceito.

No meu eu duplo
estou prenhe de rupturas dialéticas,
onde meu espírito científico
habita meu corpo de senso comum.

Sou, pois, a teoria e a prática;
a diversidade e o único;
a opinião e a verdade;
e, assim, sou deus e diabo.

Anúncios